Página Inicial

 

 
PET'S SHOP
FAÇA SUA LOJA
PET ID
ADOTE UM PET
ACHADOS  PERDIDOS
PET MATRIMONIAL
PET TRAVEL
EVENTOS
CLUBE PETFRIENDS
PET'S E FAMOSOS
EXÓTICOS CURIOSOS
CONTOS  HISTORIAS
OPINIÕES PET'S
CAMPEÕES 
TV PET FRIENDS
ENCONTROS
ASTROLOGIA
CONSULTA ON-LINE
MUNDO VETERINÁRIO
FÓRUM
ONDE ESTAMOS
CHAT VET
FAÇA SEU SITE
CÃES
GATOS
PEIXES
AVES
RÉPTEIS
OUTROS
POSTAIS ON-LINE
JOGOS
PET'S FAMOSOS
PARA COLORIR

Um cão muito fiel e apegado ao dono

O Rastreador Montanhês da Baviera é um cão firme, tranqüilo, seguro, equilibrado, valente e ao mesmo tempo dócil, sem ser tímido ou agressivo. Ele é muito fiel e apegado ao dono, mas desconfiado com estranhos.

A pelagem é composta por um pêlo denso, ligeiramente áspero, liso e assentado com pouco brilho. O pêlo é mais fino na cabeça e orelhas e no ventre, membros e cauda mais áspero e longo.

A cor é ruivo em tonalidades escuro, cervo, marrom, amarelado e também amarelo pálido. Temos também o cinza avermelhado como também tigrado ou salpicado escuro. No dorso a cor em geral é mais intensa e no focinho e orelhas mais escuras.

Na aparência geral o Rastreador Montanhês da Baviera é um cão de porte médio, harmônico, ligeiro, muito ativo e bem musculado. Seu corpo na linha superior ascende um pouco da cernelha para a garupa e o dorso é forte e elástico.
As orelhas são longas, pesadas e pendentes. A cauda de comprimento médio, tem inserção alta e é portada horizontalmente ou ligeiramente inclinada para baixo

Origem e História

O Rastreador Montanhês da Baviera descende diretamente do Rastreador de Hannover. Este cão foi desenvolvido por meio de cruzamentos com raças geneticamente próximas realizados ao final do século XVIII e princípios do século XIX.

Depois da Revolução de 1848, os grandes distritos se fragmentaram e os antigos métodos de caça foram substituídos pela caçada com armas de fogo aperfeiçoadas, como a escopeta e o fuzil. O cão passou então a ser utilizado "depois do tiro". Mesmo assim o caçador não podia prescindir do trabalho especializado de um cão com guia (trela), da caçada com latidos, da perseverança e da resistência nas áreas montanhosas. Em tais situações o cão de rastro de Hannover se mostrava demasiadamente pesado.

Tendo como objetivo alcançar estas características também em regiões montanhosas e difíceis, o Barão Karg-Bebenburg Relchenhall, criou depois de 1870 um cão de rastro montanhês mais ligeiro, nobre e castiço ao cruzar rastreadores de Hannover com o sabujo ruivo da montanha.

Estes cães mostraram-se adequados ao trabalho e acabaram por deslocar as outras raças dos distritos montanhosos. Assim o cão de rastro montanhês da Baviera se tornou o acompanhante clássico do caçador profissional e dos guardas florestais.
Em 1912 foi fundado em Munique o "Clube de Rastreadores Montanheses da Baviera", sendo esta a única associação reconhecida na Alemanha para a criação de Rastreadores Montanheses da Baviera.

Copyright© 2003 PetFriends. Todos direitos reservados. All rights reserved
1