Página Inicial

 

 
PET'S SHOP
FAÇA SUA LOJA
PET ID
ADOTE UM PET
ACHADOS  PERDIDOS
PET MATRIMONIAL
PET TRAVEL
EVENTOS
CLUBE PETFRIENDS
PET'S E FAMOSOS
EXÓTICOS CURIOSOS
CONTOS  HISTORIAS
OPINIÕES PET'S
CAMPEÕES 
TV PET FRIENDS
ENCONTROS
ASTROLOGIA
CONSULTA ON-LINE
MUNDO VETERINÁRIO
FÓRUM
ONDE ESTAMOS
CHAT VET
FAÇA SEU SITE
CÃES
GATOS
PEIXES
AVES
RÉPTEIS
OUTROS
POSTAIS ON-LINE
JOGOS
PET'S FAMOSOS
PARA COLORIR

Um cão de companhia, guarda e defesa

O Mastim do Tibet é um cão enérgico e livre, mas em geral seus movimentos são lentos, parece mover-se em câmera lenta.

Devemos reconhecer que este não é um animal "fácil", honrando sua fama de cão rústico, pouco amável e sempre independente. Auto-suficiente, intuitivo, desconfiado, é o cão ideal para a guarda de grandes propriedades durante a ausência do dono.

Incapaz de viver em espaços pequenos, pouco adequado aos climas quentes e um pouco agressivo com outros animais.

Apesar de tudo, é fiel e entrega-se a quem o trata desde filhote, ás vezes pode ficar um pouco melancólico.

Os machos tem pelagem mais densa e mais abundante, e as cores permitidas são o negro intenso, com uma pequena mancha no peito; também negro com manchas cor de fogo, dourado ou azul, com ou sem brilho. Cores brancas ou manchadas não são desejáveis. No máximo admite-se a ponta dos dedos brancas e a estrela no peito.

Os machos devem medir 65 cm na altura da cernelha, no mínimo. Fêmeas, pelo menos, 62 cm. Sua expressão oscila entre séria e alerta

Origem e História

Ancestral da maioria dos dogues e mastins europeus, o Mastim do Tibet tem um lugar de destaque dentro da história cinofílica mundial.

Marco Polo foi um dos primeiros a fazer menção de sua importância, em sua obra "O livro de Marco Polo" no ano de 1270. Provável descendente do antiqüíssimo Barophagus, extinto na Era Terciária, o Mastim do Tibete conservou-se quase que intacto durante séculos, marcando com suas características as variedades caninas européias e asiáticas.

Hoje em dia se cria pouco e somente podemos encontrá-lo puro em alguns vales do Himalaia, onde os habitantes locais tentam conservar ao máximo suas qualidades.

Os exemplares criados na Europa e nos Estados Unidos têm determinadas características morfológicas bastante aceitáveis, apesar de haver quem afirme que lhes falta algo no temperamento, quando comparados a um autêntico Mastim do Tibet.

Copyright© 2003 PetFriends. Todos direitos reservados. All rights reserved
1