Página Inicial

 

 
PET'S SHOP
FAÇA SUA LOJA
PET ID
ADOTE UM PET
ACHADOS  PERDIDOS
PET MATRIMONIAL
PET TRAVEL
EVENTOS
CLUBE PETFRIENDS
PET'S E FAMOSOS
EXÓTICOS CURIOSOS
CONTOS  HISTORIAS
OPINIÕES PET'S
CAMPEÕES 
TV PET FRIENDS
ENCONTROS
ASTROLOGIA
CONSULTA ON-LINE
MUNDO VETERINÁRIO
FÓRUM
ONDE ESTAMOS
CHAT VET
FAÇA SEU SITE
CÃES
GATOS
PEIXES
AVES
RÉPTEIS
OUTROS
POSTAIS ON-LINE
JOGOS
PET'S FAMOSOS
PARA COLORIR

Um cão com ar majestoso

O Grande Azul da Gasconha é hoje utilizado na caça de alces e javalis. É um dos maiores cães farejadores e, mesmo não sendo tão ágil, é habilidoso por levantar a presa, por sua incrível resistência, ótimo faro e pela sua voz forte, sonora, que pode ser ouvida ao longe. 

São cães amáveis, ativos e afetivos com crianças e com outros cães. Por terem porte grande, necessitam de espaço para exercícios.

A sua pelagem é curta, grossa e reta. A coloração geralmente é tricolor, com o corpo predominantemente branco, que com o salpicado de preto dá o tom azul que é característico da raça. 

Origem e História

Acredita-se que o Grande Azul da Gasconha seja a mais pura e a mais antiga das raças de cães farejadores, pois eles são descendentes diretos dos cães trazidos pelos comerciantes fenícios.

O Grande Azul se originou na Província da Gasconha na costa sudoeste da França, próxima às montanhas dos Pirineus e à divisa da Espanha.


Esses hounds eram usados na caçada de lobos e o faziam com tal eficiência que, como muitas raças que serviam ao mesmo propósito, quase chegaram à própria extinção, devido ao desaparecimento do lobo europeu. O Rei da França, Henrique IV, que reinou no final do século XVI e inicio do século XVII, possuía uma renomada matilha da raça.

Copyright© 2002 PetFriends. Todos direitos reservados. All rights reserved
1