Página Inicial

 

 
PET'S SHOP
FAÇA SUA LOJA
PET ID
ADOTE UM PET
ACHADOS  PERDIDOS
PET MATRIMONIAL
PET TRAVEL
EVENTOS
CLUBE PETFRIENDS
PET'S E FAMOSOS
EXÓTICOS CURIOSOS
CONTOS  HISTORIAS
OPINIÕES PET'S
CAMPEÕES 
TV PET FRIENDS
ENCONTROS
ASTROLOGIA
CONSULTA ON-LINE
MUNDO VETERINÁRIO
FÓRUM
ONDE ESTAMOS
CHAT VET
FAÇA SEU SITE
CÃES
GATOS
PEIXES
AVES
RÉPTEIS
OUTROS
POSTAIS ON-LINE
JOGOS
PET'S FAMOSOS
PARA COLORIR

A Raça da cor do Sol

Esse simpático companheiro do homem possui uma beleza cativante e uma doçura que encanta logo no primeiro instante. Essa atraente raça, que combina temperamento equilibrado com adoração à família, tem muitos predicados que agradam, em especial, lares com crianças. Brincalhões e obedientes, eles demonstram total apego aos donos.            O Golden Retriever está entre as dez raças mais inteligentes do mundo. Por esse motivo, é muito usado como cão-guia para cegos. No Brasil, ainda não é comum vermos cães-guia, mas em países como os EUA, onde esse procedimento é freqüente, o Golden Retriever é tão utilizado quanto o Labrador.  

Devido à sua inteligência, destaca-se em provas de agility e de obediência. Além disso, é dócil ao extremo, o que explica nunca ter sido registrado nenhum ataque dessa raça. Também por esse motivo, esse agradável cachorro de companhia vem ganhando espaço em todo o mundo. Nos Estados Unidos e no Canadá, está em segundo lugar entre os mais vendidos. Já na Europa, está entre os cinco mais procurados. 

O Golden Retriever é um cão tranqüilo, podendo ser criado, inclusive, em apartamentos. Ele necessita de exercícios diários, mas isso não quer dizer que precise de horas de atividades, basta passear sempre pelo bairro. Nos banhos, com shampoo ou sabonete neutro, devem ser bem enxaguados, para que não fiquem resíduos e, com isso, prejudiquem a sua pele. O uso de um bom condicionador é indicado para amaciar o pêlo. Aliás, sua escovação, também, tem que ser regular, mas não há necessidade de cuidados extremos. Sua pelagem é densa, resistente à água e de comprimento moderadamente longo.  

Origem e História 

Pouco conhecido no Brasil, o Golden Retriever vem aumentando sua popularidade nos últimos cinco anos. São verdadeiros cães de companhia. Existe uma grande semelhança entre a raça Labrador e a Golden Retriever. Ambas são retriever, que quer dizer "que recolhe", ou seja, são cães de trabalho. O Golden Retriever, assim como diz o nome, é dourado, o qual pode variar do tom escuro ao claro. Já o Labrador pode apresentar três cores: amarelo, preto e chocolate. 

Até 1959 acreditava-se que os Goldens eram originários de cães de um circo russo, mas, na realidade, os primeiros exemplares, chamados de Yellow Retrievers, tiveram sua primeira criação fixada na propriedade de Lord Tweedmouth, em Guisachan, na Escócia. Na segunda metade do século XX, o crescimento do sistema ferroviário e a paixão de novos milionários e aristocratas vitorianos pelo esporte de caçar com armas de fogo fizeram que grandes propriedades, ao norte da Escócia, fossem compradas. 

Sir Dudley Marjoribanks, o 1º Lorde de Tweedmouth, era proprietário de uma dessas fazendas (Guisachan), amante do esporte e de cães, dos quais, na época, os mais utilizados em caçadas eram os de aponte, os Seters e os Spaniels. Os Pointers e Seters participavam das caçadas de aves, como faisão e perdizes. Já os Spaniels, apesar de hoje serem usados como retrievers, na ocasião, eram conhecidos como cães levantadores, cuja  pelagem não ajudava quando as caçadas ocorriam em regiões pantanosas ou em águas geladas, por ser fina e sedosa. 

Com o avanço das armas de fogo e a velocidade de recarga aumentada, cresceu o número de aves abatidas e tornou-se maior a necessidade de um cão que, além de farejar e localizar a presa atingida, fosse buscá-la e a trouxesse na mão do caçador. Dessa forma, foram feitos cruzamentos de Seters com St. John's Newfoundlands, um tipo de Terranova de uma variedade bem menor, aos quais, mais tarde, acrescentou-se o Spaniel D'Água Inglês e o Collie, surgindo, assim, o retriever de pêlo longo (Wavy-Coated Retriever  ou Flat-Coated Retriever), que originou nosso atual Golden Retriever.

Por volta  de 1860, o Lorde e seu filho encontraram, em Brighton, um sapateiro com um jovem Retriever Amarelo, provavelmente um produto desses cruzamentos. Eles compraram o cão e passaram a chamá-lo de “Nous” (em gaélico, sabedoria). Em 1868, Nous foi acasalado com “Belle”, uma fêmea Tweed Water Spaniel, quando, então, nasceram três filhotes amarelos. Essa ninhada foi a raiz do Golden Retriever, como raça distinta. 

Um filhote de nome “Crocus” foi dado a Edward Marjoribanks (IIª Lorde de Tweedmouth), enquanto os outros dois, “Cowslip” e “Primrose”, permaneceram na propriedade. Em 1872, o acasalamento repetiu-se e a ninhada nascida, incluindo “Ada” (que foi muito importante na criação da raça), foi presenteada ao sobrinho do  Iº Lorde, o Vº Conde de Ilchester, que passou a ter sua linhagem própria de retrievers, conhecida mais tarde pelo prenome “Melbury”. Através do Stud Book e de anotações particulares do Iº Lorde, foi possível descobrir como os acasalamentos foram cuidadosamente planejados de 1868 até a última ninhada, nascida em 1889-1890, antes da morte do Lorde em 1894. 

A partir do início do século XX, os Goldens foram levados pelos imigrantes europeus para a América do Norte, onde hoje, graças às suas características de inteligência, docilidade e beleza, tornaram-se uma das três raças com maior número de registros. No Brasil, os Goldens começaram a ser conhecidos há menos tempo (cerca de 10 anos), mas rapidamente passaram a ser um dos preferidos pelas famílias e, em especial, pelas crianças.

 

inicio l quem somos l cadastre-se l contato
Copyright© 2000 PetFriends. Todos direitos reservados. All rights reserved
1