Página Inicial

 

 
PET'S SHOP
FAÇA SUA LOJA
PET ID
ADOTE UM PET
ACHADOS  PERDIDOS
PET MATRIMONIAL
PET TRAVEL
EVENTOS
CLUBE PETFRIENDS
PET'S E FAMOSOS
EXÓTICOS CURIOSOS
CONTOS  HISTORIAS
OPINIÕES PET'S
CAMPEÕES 
TV PET FRIENDS
ENCONTROS
ASTROLOGIA
CONSULTA ON-LINE
MUNDO VETERINÁRIO
FÓRUM
ONDE ESTAMOS
CHAT VET
FAÇA SEU SITE
CÃES
GATOS
PEIXES
AVES
RÉPTEIS
OUTROS
POSTAIS ON-LINE
JOGOS
PET'S FAMOSOS
PARA COLORIR

Alegres e brincalhões gostam de chamar à atenção de seus donos

Alegre, ativo e amigável. Essas são algumas das características desse pequenino cão, que chama atenção e parece estar sempre pedindo afagos. A popularidade do Bichon Frisé vem aumentando bastante nos últimos vinte anos. De aparência similar à do Poodle Miniatura, o Bichon Frisé é reconhecido como uma raça franco-belga.

Eles são muito fáceis de serem treinados e não são agressivos. Estas qualidades fazem do Bichon excelentes companhias para crianças e para outros cachorros. No entanto é preciso um pouco de cuidado com crianças muito pequenas pois eles tendem a reagir quando muito importunados. Eles são pouco dominantes e precisam muito da companhia de humanos. Normalmente eles não são de latir excessivamente, mas exceções à esta regra parecem estar se tornando cada dia mais comum.

Como a maioria das raças pequenas, eles se adaptam muito bem em apartamentos mas necessitam de algum exercício. Caso eles não recebam sua dose diária de exercícios eles serão bastante ativos dentro de casa. Eles são apenas razoáveis como cães de guarda e excelentes em competições de obediência se devidamente treinados. Os Bichons adoram "trabalhar" para seus donos e aprendem muito rápido a fazer truques e gracinhas.

Origem e História

Marinheiros franceses do século 14 , fascinados pela beleza do Bichon Frise, também chamados de Tenerife e Bichon Tenerife, foram os responsáveis pela introdução da raça na Europa trazendo vários exemplares da ilha de Tenerife, uma das ilhas Canárias na costa da Espanha. O Bichon, parente próximo do Maltes, era utilizado pelos marinheiros como moeda de troca quando de volta a Europa. Sua personalidade alegre rapidamente ganhou admiradores na alta classe social e a raça virou uma das preferidas por reis e membros da nobreza da época por 400 anos.

No século 19 o Bichon perdeu um pouco da sua fama e a realeza passou a preferir outras raças. Nesta época, ele passou a ser um animal pertencido pelas pessoas comuns. Devido a sua grande agilidade e vontade de agradar, logo esta raça passou a ser utilizada como animais de circo ou de ambulantes de realejo.

Após a primeira guerra mundial os criadores franceses resolveram desenvolver a raça com mais seriedade e, em 1934, receberam o reconhecimento do Kennel Club Francês. Apesar do grande sucesso entre criadores e admiradores, os Bichons apenas foram reconhecidos pelos clubes americano e canadense nos anos 70.

Nas pistas de shows de conformação e beleza eles são tão elegantes e tão cheios de vida que contagiam a todos. O pêlo, naturalmente bonito e sedoso é uma de suas maiores características, mas requerem cuidados especiais que nem todos os donos estão dispostos a enfrentar.

Mesmo que o dono não tenha intenção de exibi-los em shows, será preciso escová-los todos os dias, além de dar banho todas as semanas e tosá-los 1 vez por mês. Na grande maioria das vezes é preferível deixar que um profissional de banho e tosa cuide do seu Bichon, mas é importante acostumá-lo desde filhote a ser manuseado e aos barulhos comuns de uma loja de banho e tosa para que quando o cachorro se tornar mais velho não fique assustado e arredio.

A raça Bichon Frisé é considerada como mediana no processo de aprendizado e na capacidade de serem treinados para executar tarefas. Durante o período de aprendizado eles irão demonstrar sinais rudimentares de compreensão da maioria dos comandos após 15 a 20 repetições. No entanto, para que eles obedeçam razoavelmente serão necessárias de 25 a 40 experiências bem sucedidas.

A pelagem do Bichon Frisé é comprida e encaracolada, demandando cuidados como escovação e tosa freqüentes. A cor dos pêlos aceita pelo padrão da CBKC (Confederação Brasileira de Cinofilia) é o branco puro, preferencialmente com pele escura podendo ser pigmentada em preto, azulado ou bege. A raça apresenta pele muito sensível, por isso, pode apresentar uma série de reações alérgicas.

 

 

inicio l quem somos l cadastre-se l contato
Copyright© 2000 PetFriends. Todos direitos reservados. All rights reserved
1