Página Inicial

 

 
PET'S SHOP
FAÇA SUA LOJA
PET ID
ADOTE UM PET
ACHADOS  PERDIDOS
PET MATRIMONIAL
PET TRAVEL
EVENTOS
CLUBE PETFRIENDS
PET'S E FAMOSOS
EXÓTICOS CURIOSOS
CONTOS  HISTORIAS
OPINIÕES PET'S
CAMPEÕES 
TV PET FRIENDS
ENCONTROS
ASTROLOGIA
CONSULTA ON-LINE
MUNDO VETERINÁRIO
FÓRUM
ONDE ESTAMOS
CHAT VET
FAÇA SEU SITE
CÃES
GATOS
PEIXES
AVES
RÉPTEIS
OUTROS
POSTAIS ON-LINE
JOGOS
PET'S FAMOSOS
PARA COLORIR

A companheira do Papai Noel

 

Ao se falar em rena, logo se imagina o trenó do Papai Noel com as oito renas ajudando-o na sua árdua missão de distribuir brinquedos para os meninos de todo o mundo.

Uma das principais características das renas é a presença de chifres comuns aos machos e fêmeas. Este mamífero ruminante do hemisfério norte é a única espécie de cervídeos em que a fêmea também tem chifres. A estrutura, também chamada de armação, é constituída por um osso sem núcleo central e um revestimento córneo. 


Um processo muito desgastante para o animal acontece anualmente. Por causa da secreção de hormônios sexuais, as armações caem, o diâmetro testicular aumenta e a musculatura do pescoço se desenvolve. Os chifres servem principalmente para exibição e como arma durante as competições dos machos pela posse das fêmeas. As renas podem ser animais muito agressivos, principalmente na época do acasalamento.


Vivendo em áreas temperadas, as renas estão acostumadas a migrar em busca de comida. São excelentes nadadoras sendo o chifre volumoso de grande utilidade para essa atividade, pois ajuda o animal a boiar. 


Por tradição, os Lapões, povo nômade da atualidade, depende totalmente das manadas de renas que passeiam pela tundra ártica, pobre em pastagens. As renas, para sobreviverem, são forçadas a deslocações constantes em busca de alimento, sendo os Lapões obrigados a acompanhá-las.


Resistentes e sóbrias, as renas atingem 2,20m de comprimento, pesam cerca de 300 kg e vivem, em média, 15 anos. O período de gestação varia de 216 a 246 dias. As fêmeas domesticadas parem dois filhotes, as selvagens, um. 


A fêmea tem sido caçada pelo homem nas estepes e nas florestas geladas desde a Idade da Pedra. Era a caça predileta dos Lapões, assim como o bisão era a dos índios americanos. O homem primitivo comia sua carne, usava sua gordura para produzir luz e dos seus ossos fazia lanças, flechas e ferramentas. As renas eram pintadas nas paredes das cavernas. 


Posteriormente, com os primeiros rebanhos, o homem passou a beber o leite da rena. Mas esse animal nunca foi completamente domesticado. Mesmo hoje em dia ainda se encontram grandes bandos fechados desses animais na tundra. Quando o bando vai para pastagens mais viçosas, é conduzido pelos machos mais experientes. Mas, quando o bando chega, quem se encarrega da vigilância são as fêmeas mais velhas.


A rena é encontrada em estado selvagem na Sibéria, na Islândia e nas cadeias montanhosas da Escandinávia, da Lapônia e da Finlândia. A rena americana é conhecida como caribu. 

 

inicio l quem somos l cadastre-se l contato
Copyright© 2000 PetFriends. Todos direitos reservados. All rights reserved
1