Página Inicial

 

 
PET'S SHOP
FAÇA SUA LOJA
PET ID
ADOTE UM PET
ACHADOS  PERDIDOS
PET MATRIMONIAL
PET TRAVEL
EVENTOS
CLUBE PETFRIENDS
PET'S E FAMOSOS
EXÓTICOS CURIOSOS
CONTOS  HISTORIAS
OPINIÕES PET'S
CAMPEÕES 
TV PET FRIENDS
ENCONTROS
ASTROLOGIA
CONSULTA ON-LINE
MUNDO VETERINÁRIO
FÓRUM
ONDE ESTAMOS
CHAT VET
FAÇA SEU SITE
CÃES
GATOS
PEIXES
AVES
RÉPTEIS
OUTROS
POSTAIS ON-LINE
JOGOS
PET'S FAMOSOS
PARA COLORIR

O novo amigo da família

Esse simpático bichinho mexe com a imaginação das crianças. Tanto os antigos como os novos desenhos animados, sempre foram povoados por uma infinidade de personagens representados por carismáticos roedores. A criança que não pode ter uma dupla de esquilos traquinas em casa, nem camundongos que vivem fugindo dos gatos, acaba se encantando com o pequenino hamster.

Ainda não é comum encontrarmos hamsters como animais de estimação. Mas ele pode mostrar-se um companheiro meigo, engraçado e muito limpinho. Esses pequenos animais passam toda a sua vida dentro de uma gaiola, mas a permanência dentro de nossas casas é curta, vivendo aproximadamente dois anos.


Sua criação pode ser bastante simples. As lojas especializadas em animais de estimação oferecem gaiolas boas e baratas e, até uma gaiola de pássaro pode servir para acomodá-lo. Sua alimentação é prática, pois existe ração própria e é aconselhável oferecer frutas e legumes. A maioria dos animais domésticos precisa de cuidados diários, mas os hamsters não, eles podem ser deixados sozinhos por até três dias. Um dos lados positivos desse bichinho, além de ser brincalhão, é o fato dele nascer praticamente domesticado e necessitar de pouco treino para se tornar amigável.


Em geral, os hamsters não gostam que mexam em suas coisas e de serem incomodados. A regra mais importante para a criação desse companheiro é manter apenas um animal por gaiola. Pode acontecer uma convivência pacífica entre dois jovens do mesmo sexo, desde que respeitadas certas condições como amplo espaço para ambos, esconderijo e muita comida. Os machos se toleram melhor do que as fêmeas, mas pode haver disputa por comida e território. Mesmo os casais mais mansos podem brigar até a morte se deixados sozinhos.


Mas, cuidado! Os hamsters devem ser sempre vigiados quando estão fora da gaiola porque podem se esconder e aí, fica muito difícil de encontrá-los. Como roedores, não precisam de vacinação e nem de cuidados especiais. Não costumam transmitir doenças como muitos pensam. Somente a sua mordida costuma ser muito dolorida. Cuide-se!


Os hamsters são, em geral, animais de hábitos noturnos. Eles dormem a maior parte do dia e preferem brincar quando a gaiola está praticamente no escuro. 

Tanto a gestação quanto o desmame duram 16 dias. Cada cria dá em média, 10 filhotes. A partir de dois meses de idade, os filhotes já sabem onde fazer suas necessidades.

Enfim, para que o hamster se sinta feliz, ele precisa ter a gaiola sempre limpa, boa alimentação, muito espaço com esconderijos e água, mais para tomar banho do que para beber. Com certeza, esse animal pode ser um prático e simpático companheiro para toda à família.

Origem e história

O seu nome deriva da palavra alemã  "Hamstern", que significa apropriar-se de, apossar-se de alguma coisa. Esta é uma provável referência ao hábito de guardar alimentos em duas bolsas faciais (bochechas).

 

inicio l quem somos l cadastre-se l contato
Copyright© 2000 PetFriends. Todos direitos reservados. All rights reserved
1