Página Inicial

 

 
PET'S SHOP
FAÇA SUA LOJA
PET ID
ADOTE UM PET
ACHADOS  PERDIDOS
PET MATRIMONIAL
PET TRAVEL
EVENTOS
CLUBE PETFRIENDS
PET'S E FAMOSOS
EXÓTICOS CURIOSOS
CONTOS  HISTORIAS
OPINIÕES PET'S
CAMPEÕES 
TV PET FRIENDS
ENCONTROS
ASTROLOGIA
CONSULTA ON-LINE
MUNDO VETERINÁRIO
FÓRUM
ONDE ESTAMOS
CHAT VET
FAÇA SEU SITE
CÃES
GATOS
PEIXES
AVES
RÉPTEIS
OUTROS
POSTAIS ON-LINE
JOGOS
PET'S FAMOSOS
PARA COLORIR

A menor das araras corre risco de extinção

A Ararinha Azul é a menor arara brasileira existente. Sua beleza, o pequeno tamanho, menos de 60 cm, e a capacidade de imitar a voz humana, atraem os traficantes de pássaros. Atualmente, é a ave que corre mais risco de extinção dentro de nossa fauna.

Outro fator que acelerou o processo de extinção da espécie foi o fato de, 
no momento da captura centenas de ovos e ninhos serem destruídos. 
Um exemplar da Ararinha Azul chega a custar no mercado negro cerca 
de U$ 100.000,00.

As décadas de 70 e 80 foram as mais críticas para a espécie, num período em que o tráfico atuava fortemente para fora do Brasil.  Atualmente existem 68 exemplares da Ararinha Azul no mundo. Destes, apenas seis podem ser encontrados no Brasil, sendo que dois estão em exposição no Zoológico de São Paulo.

As Ararinhas Azuis podem viver até 25 anos, mas as encontradas na natureza não atingiram nem a metade da idade média. Em cativeiro, o recorde máximo de sobrevivência foi cerca de 32 anos. 

Essa ave se alimenta de elementos encontrados na natureza. É herbívora, mas em cativeiro come ração especial que possui todos os elementos necessários para a sua sobrevida.

De constituição frágil, as Araras Azuis sofrem com as longas viagens a que são submetidas, geralmente em péssimas condições de transporte, levando-as muitas vezes à morte. Além disso, o cativeiro não oferece  condições adequadas.

Não há mais nenhum espécime da Ararinha Azul na natureza. Todas as existentes no mundo estão em cativeiro. A Ararinha Azul é uma espécie predominantemente brasileira e seu habitat natural é a região de Curaçá, no extremo norte da Bahia, ao sul do rio São Francisco.


O habitat natural são as áreas úmidas do sertão, onde riachos temporários permitem a existência de árvores mais altas, característica típica da região de Curaçá.

 

 

inicio l quem somos l cadastre-se l contato
Copyright© 2000 PetFriends. Todos direitos reservados. All rights reserved
1